Reviva Quadra

Atualmente as cidades sofrem cada vez mais com o problema de barreiras nos espaços públicos, sendo que essas barreiras podem ser físicas ou sensoriais, ou seja, elas surgem através da construção de edificações que inviabilizam a permeabilidade urbana e também por meio da sensação de insegurança que algumas áreas nos remetem, como é o caso da área de intervenção escolhida, um terreno que faz parte do tecido urbano do Centro Histórico da cidade de Porto Alegre, conhecido pela proximidade com o viaduto Otávio Rocha, ponto de referência para a população. O centro histórico é um centro simbólico que alimenta a imaginação e a recordação do passado, através de seu acervo de imagem que mostra o olhar da história,ou seja, não é apenas lugar de comemorar o que passou, ele é também o lugar das sensações instantâneas de agora. Ele não conta uma única, mas sim muitas histórias. Após uma extensa análise da área, optou-se pela implantação de uma edificação de uso misto, que ao mesmo tempo atendesse as diversas demandas que a área possui, em diferentes horários e que permitisse um eixo de ligação dos dois pontos do terreno e trouxesse vitalidade à área através de um junção de atividades que se complementariam entre si, como o HOSTEL , o LIVRARIA e o COMÉRCIO, que tem em comum a ideia de compartilhamento de ambientes e diversidade de experiências. Após as análises realizadas para conhecer os condicionantes do terreno, observou-se que a proposta de projeto deveria contemplar a flexibilidade no percurso dos usuários do Centro Histórico de Porto Alegre, pois atualmente os mesmos se deparam com muitas barreiras, que como ressaltado anteriormente, podem ser físicas ou sensoriais. Sendo assim, o ponto central da implantação da proposta deveria ser organizado através de um eixo central, que possibilitasse a conexão da Rua Marechal Floriano com o viaduto Otávio Rocha, porém essa conexão ainda necessitava de um uso que gerasse movimento em diversos momentos do dia, por isso foram implantados usos voltados para o comércio no nível térreo. Além dos fatores de conexão, durante o estudo da proposta foi considerado o entorno, que possui edificações com diversas alturas, sendo a mais crítica a que faz divisa com a face norte do terreno, por possuir 18 pavimentos, então diante disso, optou-se por voltar todas as visuais para as vias e criar um pátio interno no eixo de ligação. Para a setorização, buscou-se distribuir os usos conforme a demanda de movimento no entorno, por ser uma área deserta durante a noite, busca-se através da implantação do hostel e do pub, gerar mais movimento para a face oeste do terreno.

Deixe seu comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/premioiabrs/www/wp-includes/functions.php on line 3783

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/premioiabrs/www/wp-includes/functions.php on line 3783