Reabilitação Urbana da Ponte Internacional Barão de Mauá

A ponte internacional Barão de Mauá serve de ligação para o município de Jaguarão e o município uruguaio de Rio Branco, sendo um dos elementos de maior destaque na paisagem, a ponte constituída entre os anos de 1927 e 1930, no estilo neocolonial tornou-se o primeiro Patrimônio Cultural Binacional do MERCUL ( Mercado Comum do Sul). O local de estudo constitui um cenário urbano no qual se manifesta múltiplos interesses, usos e vivências, compondo uma paisagem cultural, sendo com foco a paisagem criada através da integração da ponte Internacional Barão de Mauá seu entorno, buscando promover o senso de pertencimento e valorizar o patrimônio arquitetônico presente.
Atualmente, a ponte encontra-se com suas características preservadas, porém em estado de deterioração e desvalorizada na sua função de bem cultural, sendo utilizada pela população apenas como circulação. Recebe centavos de turistas, diariamente, que atravessa com o intuito de comprar nos Free shops de Rio Branco, além de trânsito de população local. As torres da ponte brasileira da ponte são utilizadas como plantão da Receita Federal e a outra permanece fechada, sendo usada como depósito. Ao lado uruguaio as torres abrigam um escritório da aduanada do Uruguai e também da Marinha. Visto que uso Institucional de suas torres como Receita Federal e a aduana não necessita estarem locados na ponta para exercerem suas funções, a intervenção propõe a abertura da parte das torres para uso cultural, buscando dar um novo significado na relação população da ponte. Assim, seu uso cultural ajudará a restaurar a identidade do espaço e valorizará a área de maneira democrática.
Os espaços a serem revitalizados objetivam estimular o surgimento de variadas formas de reapropriação de local, qualificando ambiente que unam as pessoas. O projeto deverá se desenvolver através da qualificação de usos presentes e a integração de novos usos complementares, estabelecendo conexões entre as dinâmicas existentes, os novos usos a paisagem. Visando reforçar a autoestima da comunidade suprindo necessidades de locais para lazer e cultura e potencializando o turismo, consequentemente estimulando o desenvolvimento local.
A proposta foi criada priorizando a permanência dos usos que acontecem de forma cultural e servem como local de permanência já enraizados na comunidade, como por exemplo a área de contemplação na do cais. O projeto foi desenvolvido em três setores o setor da cultura da ponte, setor da praça e setor da orla do cais.

Deixe seu comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/premioiabrs/www/wp-includes/functions.php on line 3783

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/premioiabrs/www/wp-includes/functions.php on line 3783