Parque Grêmio Esportivo Nacional

O projeto justifica-se pela ausência de locais públicos para a população, sobretudo na parte ocidental da cidade de São Leopoldo, segmentada pela passagem da BR-116. Junto a isso, a área possui usos incompatíveis com o entorno.
A implantação do parque age como uma acupuntura urbana, visando melhorar a qualidade de vida da área, utilizando de conceituações de placemaking e tendo maior uso e participação da população local. Ainda, a retirada de muros, criando passeios que sirvam como atalhos incentiva o transporte peatonal, que impulsiona uma melhor leitura topoceptiva da cidade, favorecendo o senso de pertencimento ao local, que em conjunto as demais estratégias favorece a segurança pública. O parque possui cerca de 40.000 habitantes nos bairros circundantes, e possui acesso intermunicipal facilitado, por conta proximidade com a rodovia.
Para abastecimento da população, foram implantadas quadras esportivas, academias públicas, uma pista de skate para várias modalidades, um campo de futebol e quiosques para uso da população, a fim de gerar uma extensão dos conjuntos habitacionais (conceito de pátio urbano). Junto a estes equipamentos, há uma pista de caminhada que articula o conjunto, gerando acessibilidade dos diversos ambientes para a população.
Na centralidade do parque está localizado o Estádio do Grêmio Esportivo Nacional. A sua implantação deve-se ao uso precedente do estádio já existente na gleba. Seu principal uso atualmente é para a prática de futebol americano, sendo utilizado por todas equipes da região metropolitana – oito equipes, distribuídas nas cidades de São Leopoldo, Canoas, Porto Alegre, Gravataí e Viamão – correspondendo a 42% dos jogos do Campeonato Gaúcho de Futebol Americano 2018. O estádio terá caráter poliesportivo, podendo abrigar campeonatos de nível municipal a nacional, além de poder ser utilizado para eventos culturais, desde shows a exposições. O estádio possui 3.000 assentos para torcedores, sem divisão de torcidas.
Próximo ao estádio está o Centro de Desenvolvimento de Atletas, que possui ambientes preparados para os mais diversos exercícios para desenvolvimento de força, resistência e agilidade. A edificação abriga uma academia privada (não exclusiva para atletas), salas alugáveis para atendimento de fisioterapia, salas administrativas da Federação Gaúcha de Futebol Americano e Grêmio Esportivo Nacional, áreas técnicas do complexo e salas de apoio do estádio (vestiários e depósitos).
Para a implantação do estádio, é necessária uma grande quantidade de vagas de estacionamento. A fim de diminuir a taxa de ocupação com estacionamento, foi projetado um edifício garagem, com três pavimentos. Para não ser uma edificação ociosa fora de dias de jogos, foi implantada uma feira pública no térreo, para que a população tenha serviços mais próximos, e a fim de reduzir os custos de obra, o último pavimento não será coberto. Tal decisão vem paralela a redução de público nos jogos em dias chuvosos.
Entre os usos mantidos da gleba, estão as salas comerciais, que foram revitalizadas para melhor implantação na malha do parque. Para que os comércios não sejam onerados, o sistema construtivo a ser utilizado será de rápida execução, para que os trabalhadores não percam muitos dias de trabalho.

Deixe seu comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/premioiabrs/www/wp-includes/functions.php on line 3783

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/premioiabrs/www/wp-includes/functions.php on line 3783