Distrito Gastronômico – Uma acupuntura Urbana no 4º Distrito de Porto Alegre

Título: Distrito Gastronômico – Uma acupuntura Urbana no 4º Distrito de Porto Alegre
A proposta de implantar um complexo gastronômico no IV distrito, surge com o objetivo de REVITALIZAR uma área onde atualmente é marcado por insegurança, tráfico de entorpecentes e completo abandono.
O projeto tem o objetivo de implantar em um lugar: restaurantes, bares, cafés, padarias, mercado e lojas com produtos voltados à culinária regional; Além de oferecer uma escola gastronômica vinculada ao complexo, oferecendo espaços para aulas, cursos e workshops.
Considerando que o 4º Distrito é uma região que tem um valor cultural e arquitetônico muito marcantes na capital, e que atualmente encontra-se em situação de abandono pela população após o fato histórico das enchentes de 1941, a qual ocasionou a desconcentração industrial e resultando em uma demanda de depósitos vazios e prédios abandonados.
Hoje, fatores como vulnerabilidade, insegurança, falta de atrativos, quadras demasiadamente grandes são diagnósticos da região, porém, em contrapartida, a região oferece uma boa infraestrutura, uma localização estratégica e central, acessibilidade e grande valor histórico, cultural e arquitetônico, no qual, é motivo de atenção tanto para os cidadãos quanto aos turistas que visitam a capital.
Considerando um estudo realizado pela secretaria do turismo de porto alegre, no qual aponta que os maiores gastos dos turistas é no setor de alimentação, uma vez que a gastronomia da região sul tem um alto valor cultural, procurou implantar um complexo Gastronômico na região do 4º Distrito, com o intuito de oferecer aos cidadãos e turistas um local onde pudesse de explorar o máximo da culinária regional.
O terreno encontra-se no bairro Floresta, Porto Alegre/RS, em um miolo de quarteirão. Possui testadas para a rua Voluntários da Pátria (a qual se estende até o centro histórico) e para a Ramiro Barcelos (a qual tem ligação com a BR que conecta a capital com a região metropolitana e ao interior do estado); possui também acesso pela a rua Pelotas (cul-de-sac) que está ligada com a Av. Farrapos (uma das avenidas de maior fluxo da capital).
O objetivo a ser alcançado é o de realizar uma acupuntura urbana, intervendo de maneira pontual e precisa, gerando melhorias para o entorno e reinserindo a região na cidade.
O terreno tem formato em “T” e possui acesso por essas três ruas, permitindo uma conexão intraquarteirão, a qual foi premissa para o lançamento do projeto.

Deixe seu comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/premioiabrs/www/wp-includes/functions.php on line 3783

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/premioiabrs/www/wp-includes/functions.php on line 3783